BibliOTeca dE baRRo

5 02 2011

Está em construção a Biblioteca Roseli Nunes, no Centro de Formação Sepé Tiarajú – Instituto Preservar, em Viamão. A proposta é que esse espaço de formação instigue a reflexão e a criatividade dos educandos e usuários que, a partir dessa interação possam pensar sua própria moradia, podendo questionar concepções e a lógica de mercado que envolvem a construção civil hoje.

O processo de construção da Biblioteca tem envolvido muitos dos grupos que utilizam o Centro de Formação. A participação inicia-se com os construtores do próprio movimento, se apropriando das técnicas de construção com terra e, no momento seguinte, transmitem sua experiência para os grupos que colaboram nos mutirões.

A proposta é que todos os grupos que utilizam o Centro de Formação vivenciem os mutirões, contribuindo com a construção deste importante espaço e conhecendo um pouco mais sobre a bioconstrução e o trabalho coletivo. Um exemplo foi a Escola de Formação Sul do MST, na qual cerca de 50 pessoas, durante todo o mês de julho de 2010, contribuíram na obra, construindo paredes de pau-a-pique e tijolo cru e o revestimento do telhado verde. Levaram para seus acampamentos e assentamentos, além de fotografias, muitas experiências e idéias que ampliam a concepção de moradia.

mutirão pra subir terra para o telhado

pau-a-pique na sala de cinema, batiza pelo grupo como Rosa Luxemburgo

Durante o mês de setembro O Centro de formação acolheu a Escuela Internacional de Sustentabilidad dos Amigos da Terra América Latina e Caribe – ATALC, com a participação de pessoas de 12 países da América Latina, além do Haiti e Moçambique. Foi um intenso momento de trocas culturais, com muitos relatos das realidades desses países, onde os monocultivos e as grandes corporações expulsam comunidades de seus territórios, mercantilizando a terra e a vida. A proposta da bioconstrução que possibilita o aumento da autonomia envolveu os participantes, que contribuíram com o plantio de mudas do telhado vivo e nas paredes de pau-a-pique. Os dois momentos de formação contaram a participação de Marília Gonçalves, assentada no município de Herval – Assentamento Tamoios, trazendo a experiência da bioconstrução da habitação de sua família, uma das referências de bioconstrução do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra do RS.

 

biblioteca em construção

E o trabalho na Biblioteca Roseli Nunes continua em 2011!

 

Anúncios

Ações

Information

One response

5 02 2011
Marília

A matéria ficou linda, vai pro blog… e, quero direitos autorais pela foto e pela linda corrente de baldes… hehe, muito legal!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: